2009/11/02

Confiança, Caos e Fractais


Aparentemente a Confiança das pessoas nas outras pessoas, nelas mesmas ou nas circunstâncias poderá não ter muito a ver com o Caos. Mas tem.
Como aparentemente essa mesma Confiança poderá não ter nada a ver com Fractais, aquelas expressões bi ou tridimensionais fantásticas da ordem própria da Natureza.
Sim, têm tudo a ver.
Um Fractal é evidência gráfica de que quando Confiamos algo maravilhoso se cria. Ou seja não precisamos de controlar todas as variáveis e inputs no que criamos ou vivemos, uma ordem própria e natural encarregar-se-á da criação de um produto equilibrado ou ordenado. Não falamos de uma força reguladora divina mas sim de uma lei da física e da matemática.

Teoria do Caos
"Esta teoria estuda o comportamento aleatório e imprevisível dos sistemas, mostrando uma faceta onde podem ocorrer irregularidades na uniformidade da natureza como um todo. Isto ocorre a partir de pequenas alterações que aparentemente nada têm a ver com o evento futuro, alterando toda uma previsão física dita precisa.

Uma das idéias centrais desta teoria, é que os comportamentos casuais (aleatórios) também são governados por leis e que estas podem predizer dois resultados para uma entrada de dados. O primeiro é uma resposta ordenada e lisa e cujo futuro dos eventos ocorre dentro de margens estatísticas de erros previsíveis. O segundo é uma resposta também ordenada, onde porém a resultante futura dos eventos é corrugada, onde a superfície é áspera, caótica, ou seja, ocorre uma contradição neste ponto onde é previsível que os resultados de um determinado sistema serão caóticos."
leia mais em Teoria do Caos (Wikipédia)

---

E leva-me esta relação que aqui faço, à lembrança de uma sábia oração/meditação de Reinhold Niebuhr que tantas vezes está presente na minha vida e que me parece que mais poderia estar nesta nossa vida de mutantes anónimos:

"DEUS concede-me a serenidade para aceitar as coisas que não posso mudar. A coragem para mudar as coisas que posso. E a sabedoria para perceber a diferença."

E porque faço esta relação? Porque me faz sentido.
---

4 Comments:

Blogger Paula said...

"DEUS concede-me a serenidade para aceitar as coisas que não posso mudar. A coragem para mudar as coisas que posso. E a sabedoria para perceber a diferença." - Tive esta frase numa folha A4 em grande imprimida no meu quarto. Adoro-a... mas confiança, realmente algo de muito complicado, principalmente se já tive imensas falhas... mas vou vivendo e tentando aceitar as coisas que não posso mudar!

Beijocas aromáticas***

segunda-feira, novembro 02, 2009 4:12:00 da tarde  
Blogger Mário Rui Santos said...

As falhas são degraus de aprendizagem. Há uns tempos um consultor de recursos humanos amigo meu disse-me que os recrutadores de executivos nos Estados Unidos começam a valorizar aqueles que têm falhas no seu percurso profissional. Aqueles que as têm, já sabem lidar com elas.

segunda-feira, novembro 02, 2009 11:48:00 da tarde  
Blogger Pedro Santos Paulo said...

Voltei a "tropeçar" aqui, com muito prazer.
Um abraço.
Free You Mind!

terça-feira, novembro 03, 2009 2:40:00 da manhã  
Blogger Mário Rui Santos said...

Ou seja, és a prova viva da fragilidade dos clichés, verdades absolutas e aforismos. Quem tropeça, nem sempre cai.
Abraço

terça-feira, novembro 03, 2009 11:49:00 da manhã  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home