2009/10/28



Há algo de senil em mim
Que já não me deixa lembrar
Há quanto foi o fim
Ou se cheguei a começar

Mas sei que foi sempre assim
Mais olhos que barriga
Mais sono que fadiga
Há sempre um tempo para parar
Saber se vale a pena
Ou fico ou mudo a cena

Refrão:

É só contar até 3 (1...2...3)
Vou nascer outra vez
Fechar os olhos (1...2...3)
Vou nascer outra vez
Respirar bem fundo (1...2...3)
Vou nascer outra vez
Começar de novo (1...2...3)
Vou nascer outra vez

Nunca foi boa escolha
Ficar à espera para ver
Por mais que a gente sofra
Um dia havemos de morrer

Mas sei que foi sempre assim
Mais garganta que vontade
Mais treta que verdade
Há sempre um tempo para pensar
Mudar alguma coisa
Ou mudo ou parto a loiça

2 Comments:

Blogger Paula said...

Sempre fui fã dos Ritual Tejo... mas esta musica (a letra mais precisamente) tem muito que se lhe diga!

Beijocas grandes****

quarta-feira, outubro 28, 2009 1:44:00 da tarde  
Blogger Rita Ana Domingos said...

Nascemos e renascemos tantas vezes quantas sabiamente desejarmos, nestes ciclos incessantes a que chamamos Vida, ou Aprendizagens, ou Vidas, ou simplesmente, o Fortalecer do Coração...

Salam'Alekum ;)

quinta-feira, outubro 29, 2009 12:37:00 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home