2013/10/30

Duvida e cresce...

"Só sabemos com exactidão quando sabemos pouco; à medida que vamos adquirindo conhecimentos, instala-se a dúvida." - Johann Goethe
...
Permite-te pensar que de ti, do teu ser, pouco sabes ainda. Não só tu, mas também a ciência actual dos homens. 
E que, do pouco que se sabe, desse pouco se pensa saber com exactidão.
Por isso, as certezas absolutas e os dogmas surgem. Porque quanto menos se sabe mais certezas se tem.

Assim, permite-te duvidar, para que possas ir sabendo mais e cada vez mais.
Permite-te duvidar para que o teu conhecimento se engrandeça. 
E o teu ser, com menos certezas, se torne mais sábio.

Permite-te duvidar daquilo que te dizem que deves ser, porque é assim que é e sempre assim será.

Permite-te duvidar das fatalidades que te apresentam como inevitabilidades.

Permite-te duvidar dos "tem que ser...", "devia de...", dos óbvios, dos "é claro...", dos "toda a gente sabe que..." e afins...

Permite-te duvidar da normalidade e do que é suposto, porque a cada dia que passa essa normalidade pode ser cada vez mais obsoleta. 
E os pressupostos mudam...

Permite-te duvidar e crescer. 
E vai abrindo - como podes, consegues e sabes - o teu próprio caminho.




0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home