2010/08/05

O louco iluminado

Na zona onde eu moro, perto da Praça das Flores em Lisboa, vive-se um ambiente de quase aldeia. E como em todas as aldeias também esta tem o seu "louco oficial" (talvez o "iluminado disfarçado").
Um louco, neste caso, polivalente. Porque este funciona também como uma espécie de bobo com quem os pseudo-machos-alfa se divertem a gozar.
E uma dessas típicas dinâmicas de gozo é a brincadeira da moeda, em que ao João (o "louco" de serviço) é pedido, por um dos machos-alfa, que faça uma escolha.
Uma escolha entre duas moedas, em que ele ficará com a que escolhe. E assim lhe apresentam uma moeda de 1 euro e uma moeda de 50 cêntimos, ao que o João responde com um sorriso "Escolho a maior", apontando para a de 50 cêntimos. Fazendo com que todo o grupo de machos-alfa, ou aspirantes a isso, se escangalhe a rir.
Um dia destes, depois de mais uma dessas dinâmicas de grupo a que assisti de forma interessada, aproximei-me do João e perguntei-lhe:"Então, pá!? Não vês que eles te estão a enganar? A moeda maior não é a que vale mais, é a outra...".
Ao que ele me respondeu com mais um daqueles seus sorrisos: "Pois, mas se eu escolhesse a outra eles paravam de fazer essa brincadeira comigo...".

2 Comments:

Anonymous barbosa said...

:)

sábado, agosto 07, 2010 2:47:00 da manhã  
Anonymous t.c. said...

neste mundo, ser louco é um sinal de sanidade.

sexta-feira, agosto 13, 2010 12:50:00 da manhã  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home