2007/04/09

A (R)EVOLUÇÃO


Vejo cada vez mais próximo o dia em que o homem acorda e começa a acreditar nele próprio, como a fonte do bem, da cura e do equilíbrio.

Vejo cada vez mais próximo o dia em que o homem põe de lado a sua dúvida e finalmente entende que ele é o zelador e o feliz guardião do planeta.

Vejo cada vez mais próximo o dia em que o homem vê o outro homem não como outra parte mas sim como o mesmo homem.

Vejo cada vez mais próximo o dia em que o homem ensina ao homem que o seu papel é cuidar, fazer crescer, fazer viver...

Vejo cada vez mais próximo o dia em que o homem não precisa de temer, de se proteger, mas sim amar.

Vejo cada vez mais próximo o dia em que o homem se liberta do jugo de um formato de homem que não é nem nunca foi o seu.

Vejo cada vez mais próximo o dia da revolução tranquila. Vejo-o a acontecer. A cada dia...o reforço da evolução.

---
evolução
do Lat. evolutione
s. f.,
acto ou efeito de evolver-se;
passagem lenta e gradual de uma a outra forma estável;
desenvolvimento progressivo de uma ideia;
movimento regular de tropas em manobras ou de esquadras de navios;
movimento de certas aves ou de aeroplanos, voando;
teoria biológica que admite a transformação progressiva das espécies;
crescimento sucessivo;
mudança.

---
"O degrau de uma escada não serve simplesmente para que alguém permaneça em cima dele, destina-se a sustentar o pé de um homem pelo tempo suficiente para que ele coloque o outro um pouco mais alto."

---
T-REX "CHILDREN OF THE REVOLUTION

4 Comments:

Anonymous Gina said...

Eu utilizo muito a metáfora do degrau!Por vezes pensa-se que subimos um degrau e já chegámos ao fim do caminho, no entanto na maior parte das vezes não é bem assim; cada degrau deve ser escalado de forma segura para não se tropeçar. No entanto se isso acontecer o melhor é levantar-se, sacudir-se e seguir em frente, mais atentamente e com mais segurança

segunda-feira, abril 09, 2007 7:51:00 da tarde  
Blogger Gato Vadio said...

Porque é que este texto, numa primeira leitura me pareceu claro (evolutivamente em si) e na segunda, talvez mais atenta, pareceu um pouco utópico?

Não conhecia a metáfora do degrau e, à medida que reflito, mais abrangente e simplificadora parece. Obrigado.

terça-feira, abril 10, 2007 1:06:00 da manhã  
Blogger Mário Rui Santos said...

a aparente utopia é a mãe das novas realidades atingidas e intermédias ;) obrigado eu

terça-feira, abril 10, 2007 2:52:00 da tarde  
Anonymous rosa said...

“With love in your eyes and a flame in your heart
Gonna find yourself some resolution
A million miles with one step
And you’ll find yourself yet
When you’re walking with the revolution”

Revolution
Album: Escapology
Robbie Williams

…it has begun…may still take some time ;)

terça-feira, abril 10, 2007 9:03:00 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home