2007/06/19

O Medo


- Tenho medo que me aconteça alguma coisa para aqui, desmaie...fique aqui estendido. Sem ninguém para me ajudar. Tenho medo de ter de pedir ajuda e ninguém me ouvir. Tenho medo de morrer. De ficar fechado, esquecido. Mas mais que isso tenho medo de ficar sózinho. Envelhecer e ficar para aqui sozinho. Sem ninguém. Mas também não me aproximo de ninguém porque tenho medo de ser rejeitado e de falhar. Não ia suportar ser rejeitado. Não suporto essa ideia. É uma sensação horrível a rejeição. E nem sequer tento. Não quero tentar, porque posso falhar. Aliás mal tento...percebo logo que vou falhar. E mesmo que não perceba eu sei que isso vai acontecer. Eu vou falhar. E eu não posso falhar. E assim jogo pelo seguro. Não tento. Frustração ? Eu ? Não a sinto. E mesmo que a sentisse, prefiro-a mil vezes à sensação de falhar. Quem sou eu ? Sou uma partícula de pó. Um pedaço de cinza. Mas engraçado ! Continuo a sentir medo. Será que tenho medo de o deixar de sentir ? E se o deixar de sentir ? Provavelmente irei sentir algo ainda pior. Terror ! Horror ! Não. Não posso deixar de sentir este medo. Este medo mantém-me vivo. Tenho medo de sentir algo pior que este medo e quero tê-lo. Não, não acredito que possa sentir outra coisa melhor que este medo. Isso é tudo mera especulação. Provavelmente, mesmo que sentisse algo diferente seria bem pior que este medo que sinto. Não quero incertezas, quero controlar este medo perto de mim. Quero ter a certeza que o tenho. Porque o conheço e sei como ele é. Não me falem em substituí-lo. Só essa idéia aterroriza-me. Deixem-me com o meu medo. Por favor, não me assustem mais.

E naquele abraço de brisa morna, do parapeito da minha varanda vi a assustada partícula de pó afastar-se, em direcção ao rio tranquilo. Gritando aterrorizadamente satisfeita com o seu medo.

---
"Coragem é a resistência ao medo, domínio do medo, e não a ausência do medo."
Mark Twain

Abraça o teu medo e dissolve-o !

---


Tears for Fears - "Mad World"
(ver videoclip original - ver videoclip versão de Gary Jules)

3 Comments:

Anonymous jorge a. said...

Caríssimo, a mim estes grãos de pó também me visitam de quando em vez, mas cada vez espero menos pela brisa que os leve. Sopro-lhes.
Saudações

terça-feira, junho 19, 2007 11:03:00 da tarde  
Anonymous teresa said...

Gostei. Especialmente daquele momento em que aquela partícula de pó e de medo é levada no abraço da brisa ;)

sexta-feira, junho 22, 2007 12:52:00 da tarde  
Blogger Mário Rui Santos said...

Benditas sejam essas partículas de pó e de medo porque delas é feita a cor da vitória ;)

sexta-feira, junho 22, 2007 4:26:00 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home