2007/12/14

Ideal da Verdade - Krishnamurti

"... Eu posso expor-vos o meu ideal da Verdade, da paz perfeita e amorosa ternura, mas deveis esforçar-vos por alcançá-la por vós mesmos. Posso expor-vos os princípios da Verdade, mas vós, por meio da vossa própria Voz, e obedientes a essa Voz, deveis desenvolver a vossa
Intuição, as vossas próprias ideias, e assim alcançareis a meta onde todos nos havemos de encontrar.

Isto é para mim o mais importante na vida. Não quero obedecer a ninguém, seja a quem seja, enquanto eu não esteja convencido de que tem razão. Não quero ter crenças às quais eu não possa responder, nem dar a minha alma, o meu coração, e todo o meu ser. Deveis escutar a
vossa Voz, cultivar a Intuição, e descobrireis novos caminhos de vida, em vez de aventurar-vos por atalhos alheios..."

Jiddu Krishnamurti

(obrigado Diana :)

10 Comments:

Anonymous jorge a. said...

gosto destes gurus anti-gurus ;)

sexta-feira, dezembro 14, 2007 11:42:00 da manhã  
Anonymous t.c. said...

é isto !

sexta-feira, dezembro 14, 2007 7:16:00 da tarde  
Anonymous Diana said...

Acho que muitos não gostam da Verdade porque lhes dá responsabilidade na escolha do seu próprio caminho...

sábado, dezembro 15, 2007 12:06:00 da manhã  
Blogger Mário Rui Santos said...

Os homens preferem ser conduzidos, que tomem as decisões por eles, que lhes digam o que é bom e o que é mau. Os homens preferem que lhes ensinem a Verdade em vez de aprenderem a descobri-la. Os homens preferem fazer parte dos planos de alguém em vez de fazerem planos para a vida.

sábado, dezembro 15, 2007 1:13:00 da manhã  
Anonymous carlos do rosário said...

acreditamos sempre que há uma Verdade que nos vai ser mostrada, não acreditamos que podemos aprender a descobrir uma...

domingo, dezembro 16, 2007 12:17:00 da tarde  
Anonymous fernanda said...

aprendo sempre alguma coisa com aqueles que dizem que não têm nada para me ensinar - especialmente com esses...
este é um desses.

terça-feira, dezembro 18, 2007 1:43:00 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Your heart is broken, and you don’t seem to mind
I guess it happened a little too many times, too many times
You try and you got tired, those long a brighten stories
You weald a fire right under the snow
They don’t they don’t
How could they really know
They don’t

They don’t know how it really feels
........................
I felt like superstars do
Me and you
We’re just like superstars
........................
You know!
A kind of hurt that burns
A light that loves you blind

.............
You did that crazy dance..

Coz they don’t know how it feels
..........................
How could they see us cry?
...................

A Verdade é que a Vida é uma Dança Louca e nós flutuamos com a melodia que brota de dentro... mas não estamos sós, embora por vezes o sintamos desesperadamente!

Para que algo de bom aconteça ... por vezes algo de terrivel tem que suceder!

domingo, dezembro 23, 2007 11:28:00 da manhã  
Blogger Mário Rui Santos said...

obrigado ser anónimo :) bem hajas

segunda-feira, dezembro 24, 2007 12:11:00 da tarde  
Blogger Maria Leonor said...

A verdade respira naturalmente e quando ri abre-se ao infinito.Ela brinca sem o peso da gravidade. Ela não cai. Somos nós que nos deixamos cair!

...nestes encontros "encontro-me" encontramo-nos !

Uma saudação neste dia especial que a lei pesada abriu o caminho da possibilidade de reforma.

Um abraço e um "brinde" ao hoje,de amanhãs contidos. obrigada M.R.

quinta-feira, fevereiro 21, 2008 6:01:00 da tarde  
Blogger Mário Rui Santos said...

Saúdo-te ML por este dia de reforma/retoma anunciada. Abraço

quinta-feira, fevereiro 21, 2008 11:07:00 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home