2007/12/10

Nutrição Emocional


Já há algum tempo, desde que comecei a trabalhar com pessoas que queriam controlar o seu peso, que neste meu trabalho tenho vindo a introduzir o conceito de nutrição emocional.
Esta nutrição emocional nada tem a ver com o que se come. E também não diria antes pelo contrário, porque não é.
Esta nutrição emocional tem a ver com a necessidade prazeirosa de termos prazer na vida. O prazer faz-nos falta, se não o tivessemos que graça teria estarmos por aqui neste nível terreno.
A nutrição emocional faz-nos sentir descansados nestas etapas de sofrimento ou sacrifícios que a vida nos vai trazendo.
Buda disse: "Há o prazer e há o êxtase. Renuncia ao primeiro para criares o segundo."
Não sugiro, numa fase inicial, tamanho sacrifício. O que sugiro é a criação e activação de outros prazeres superiores que nos vão libertando de outros prazeres mais carnais e primitivos.
O que sugiro é a busca e activação dos outros prazeres como a busca do sorriso, do encontro com a natureza, do encontro com a cultura e com a intelectualidade, do voluntariado e da ajuda, da criação de bons momentos...
Se gosta de ir ao cinema vá, se gosta de andar pelo meio da serra ande, se gosta de escrever escreva, se gosta de cantar cante, se gosta de ajudar ajude, se gosta de estar com os seus amigos esteja, se gosta de ler um bom livro leia...
Nutra-se emocionalmente. Com uma grande vantagem: a nutrição emocional nunca é parasitária mas sim simbiótica, ou seja, quando você se nutre emocionalmente você nutre o sistema que o/a envolve.
Nutra-se !

---
"Nenhum homem é hipócrita nos seus prazeres."
Albert Camus
(imagem: "O princípio do prazer" René Magritte (1898-1967) pintor surrealista belga)

19 Comments:

Anonymous jorge a. said...

não meu caro, nenhum homem é hipócrita nos seus prazeres, apenas é um esquecido ignorante dos seus prazeres maiores

segunda-feira, dezembro 10, 2007 5:10:00 da tarde  
Blogger rosa said...

Concordo! E adoro o conceito!! Acho que deverias registar a sua utilização!!!

Não esquecer que uma parte muito importante da “nutrição emocional” é a parte afectiva (emocional e física) de que todos temos direito e merecemos. Faz parte do nosso equilíbrio :)

segunda-feira, dezembro 10, 2007 7:18:00 da tarde  
Anonymous t.c. said...

faz sentido, e parece que é algo que faz sentido a qualquer pessoa, quanto mais nos divertirmos com outras fontes de prazer menos precisamos de usar (encharcar) estas nossas papilas gustativas - quanto mais diversificado o prazer mais a caminho do êxtase nos encontraremos

segunda-feira, dezembro 10, 2007 9:18:00 da tarde  
Anonymous Diana said...

Tudo o que nos satisfaça é um prazer.
O conceito de prazer ou melhor do que pode proporcionar prazer, ou a satisfação das necessidades do Homem, engloba uma diversidade de condições e factores e depende da fase, nível, etapa (... e...) em que cada um se encontra. Assim, a preferência ou a forma como se vivenciam os prazeres mais "grosseiros" ou os mais "subtis", pode caracterizar a evolução de cada ser.
Os excessos prazeirosos sempre revelam desequilibrios. A partir de dado ponto, deixa de existir prazer, e passa a evidenciar-se o desconforto indesejável, mas que incontrolavelmente, alguns não conseguem evitar. Por isso, há que nutrirmo-nos emocionalmente, no esquema adequado à especificidade de cada um.

segunda-feira, dezembro 10, 2007 9:54:00 da tarde  
Anonymous fernanda said...

estás quase a sugerir que se tenha uma perspectiva estratégica em relação ao prazer ;)

segunda-feira, dezembro 10, 2007 10:27:00 da tarde  
Blogger Mário Rui Santos said...

fernanda, não estou a sugerir tal, estou apenas a sugerir que se busquem prazeres maiores, a caminho do êxtase...

terça-feira, dezembro 11, 2007 2:12:00 da tarde  
Blogger Xicha said...

Boa tarde a todos,
e eu vos garanto que emocionalmente hoje já senti êxtase, sabem o que fiz distribui abraços muitos abraços, Hoje nutri e sinto-me beeeeeeemmmmmm nutrida...
Abraço tb p ti Mário, Jorge, Rosa, T.c,Diana e Fernanda
O caminho é a Luz
Xi

terça-feira, dezembro 11, 2007 3:29:00 da tarde  
Blogger PaulaNog said...

Nada melhor que o alimento emocional... aquele nos enche mesmo. O alimento fisico é apenas a necessidade que temos de sobreviver, enquanto que o alimento emocional precisamos mais par viver... viver bem e melhor, connosco e com os outros...
Não esqueçamos que somos todos UM!
Bjs**

quinta-feira, dezembro 20, 2007 12:42:00 da tarde  
Blogger Mário Rui Santos said...

Concordo Paula :) não me esquecerei

segunda-feira, dezembro 24, 2007 3:55:00 da tarde  
Anonymous Lucy said...

Creio que alcanço o êxtase sempre que agradeço ao infinito o facto de poder fazer parte deste universo cósmico, sempre que me embebo nele e sempre que partilho com emoção, o quer que seja: um sorriso, um abraço, ou qualquer bem material......................
Contudo, se eu sei que é este o "caminho" e que somos todos apenas Um, porque é que me sinto normalmente inquieta e super ansiosa???

quinta-feira, janeiro 03, 2008 11:43:00 da manhã  
Blogger Mário Rui Santos said...

Porque ainda valorizas o medo e a insegurança que há em ti. Mais do que para aquilo que te faz mover, tu olhas para o que te faz parar.

quinta-feira, janeiro 03, 2008 12:34:00 da tarde  
Anonymous Lucy said...

Ok. Mas lá diz Fernando Pessoa, quem tem alma não tem calma, e o espaço que medeia entre o vislumbar o caminho iluminado e o chegar lá é uma eternidade que nos deixa super ansiosos e sem calma!!!!
Não sentes isso???
Uma abraço,
L.C.

terça-feira, janeiro 08, 2008 5:21:00 da tarde  
Blogger Mário Rui Santos said...

O que eu sinto é que assim que nos decidimos a percorrer o caminho o espaço fica mais curto, os medos estertoram e as ansiedades agonizam...
Das ansiedades a única que sinto que ainda vai restando é a da mudança...

terça-feira, janeiro 08, 2008 5:36:00 da tarde  
Anonymous Lucy said...

Mas nós mudamos a todo o Agora....
L.C.

quarta-feira, janeiro 09, 2008 7:05:00 da tarde  
Blogger Mário Rui Santos said...

Verdade ! Por isso a ansiedade fará cada vez menos sentido...

quarta-feira, janeiro 09, 2008 7:23:00 da tarde  
Anonymous Lucy said...

Muito Obrigada pelas tuas mensagens e palavras sempre tão oportunas.
Muito obrigada por este espaço que criaste.
Fiquem Bem!
L.C.

quarta-feira, janeiro 09, 2008 10:26:00 da tarde  
Blogger Mário Rui Santos said...

Obrigado Lucy :)

quinta-feira, janeiro 17, 2008 5:00:00 da tarde  
Blogger Maria Leonor said...

Olá M R. Esta partilha nutre.Ocupa um espaço que não sei de que matéria é feito.Faz sentido.Ultrapassa a emoção pela continuidade tranquila de sabores. A palavra nasce como fonte.Refresca a sede. Tem sido uma viagem pelos caminhos do ser. Co-piloto ou piloto,não importa. Importa a paz desta refeição. Obrigada M R.

sábado, fevereiro 23, 2008 12:50:00 da manhã  
Blogger Mário Rui Santos said...

Bem hajas ML :)

segunda-feira, fevereiro 25, 2008 11:28:00 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home