2007/05/14

Os erros


Alguém me dizia este fim de semana que a melhor forma de aprender era com os erros dos outros. Porque - entendia-se - não teriamos de passar pela provação de constatarmos e experimentarmos os nossos próprios.
De facto, numa certa perspectiva, fará algum sentido. No entanto, se toda a nossa vida fosse assim construída - exclusivamente aprendendo com os erros dos outros - seriamos verdadeiras flores de estufa, talvez viçosas é verdade, mas sem grandes resistências face a erros.
Assim, complementando esta tese que me foi apresentada este fim-de-semana avanço com uma outra: o maior dos erros é só aprender com os erros dos outros.
Errar faz parte da nossa criação de resistências. Não é errar repetidamente, sem alteração de padrão como que se estivessemos a tirar fotocópias de erros, mas sim crescer com cada erro.
Errar é uma das coisas mais naturais da vida. Porque temos de decidir e por vezes decidimos mal. Mas mesmo quando decidimos mal, se nos dispusermos a aprender e a melhorar, é porque decidimos que queremos crescer, evoluir.
E pensarão vocês ainda - como eu também penso, neste exacto momento em que escrevo este texto - "...mas há erros irreparáveis !". E em relação a esta questão, confesso: existem alguns difíceis, muito difíceis mesmo, mas para cada um dos que me estão a passar pela cabeça, estou a encontrar uma forma de o reparar. Como acredito que também passará pela vossa.
É verdade. Existem erros graves, que se pudermos evitar evitaremos com todas as nossas energias, não com o medo de errar mas sim com a preocupação ou atenção de fazer bem.

---
"Experiência é o nome que nós damos aos nossos próprios erros."
Oscar Wilde

7 Comments:

Anonymous rosa said...

Hmmm…pensando melhor…acho que a classificação das nossas acções com sendo “erros” é deveras arrogante, afinal quem tem autoridade para fazer essa denominação! Eu sou o resultado das minhas opções e acções no passado, talvez poderia ter escolhido algumas de um modo diferente mas recuso aceita-las com ter sido “erros”. Talvez era mesmo isso que eu tinha que fazer ?!? Ninguém mais pode ter aprendido com “elas”, pois não as sentiram na pele. Quanto muito foram observadores e tiraram exemplos, mas nunca sentiram a experiencia nem o impacto delas na minha formação.
“Os erros” são a especiaria da nossa vida ;)

segunda-feira, maio 14, 2007 7:00:00 da tarde  
Anonymous jorge a. said...

Pois eu já tamém comecei a chamar aos "erros" outra coisa: vejo-os mais como degraus ;)

segunda-feira, maio 14, 2007 11:56:00 da tarde  
Blogger Paula Nogueira said...

É realmente incrivel o qto concordo contigo... são os erros que nos fazem ser quem somos. Não são atravez dos erros dos outros qu aprendemos ou crescemos. Não somos macacos de imitação e sim seres humanos com boas capacidades de sermos todos diferentes e ao mesmo tempo todos iguais!
Jocas grandes****

terça-feira, maio 15, 2007 6:47:00 da tarde  
Anonymous quiet joseph said...

O homem que se levanta é maior do que aquele que não caíu.

quarta-feira, maio 16, 2007 11:22:00 da manhã  
Blogger Mário Rui Santos said...

Erro é uma palavra fácil. Um saco grande onde cabe muita coisa.
Mas, como costumo dizer, o dicionário tem muito poucas palavras para aquilo que sentimos nas nossas vidas.
E erro é uma palavra onde cabem muitas coisas, menos boas e boas. Tão boas que nem parecem erros. Parecem experiências, vivências.
Mas à falta de melhor palavra, muita gente continua a chamar-lhes erros.

Ass.: O Errante

sábado, maio 19, 2007 9:48:00 da manhã  
Anonymous Luís said...

Olá,
Apenas um simples comentário,
erros ou lições
Para haver a possibilidade de "aprender com os erros dos outros" teria de existir esse outro que erra e que é obrigatóriamente um "eu" que não deixa de ser professor.

Em suma somos todos professores, Drs, de outros e nossos.

Erros? bom talvez, tentativas.
Não somos seres empíricos?

quarta-feira, junho 13, 2007 8:19:00 da tarde  
Blogger Mário Rui Santos said...

Serão então aqueles que erram ou erraram bons professores, ou serão melhores aqueles que nunca erraram ?

quarta-feira, junho 20, 2007 11:48:00 da manhã  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home