2007/01/16

As nossas inércias


Todos temos alguma tendência, uns mais do que outros, outros menos do que uns, a por vezes ficarmos parados - inertes, estagnados, a adiar, a prorrogar.

Acontece. Como é natural e necessário na nossa vida fazermos pausas, para descansar, ganhar energias e continuar. Também é natural, em alguns momentos, essas pausas alargarem-se mais do que gostariamos.
Mas os momentos de "iluminação" chegam-nos e levantamo-nos e agimos. E a inércia fica para trás esquecida, tapada pela nossa acção.
O que é curioso verificar é que nem sempre gostamos que nos confrontem com essa nossa inércia.
A inércia quando existe é uma coisa nossa, muito nossa. E se admitimos a alguém esse confronto, esse alguém é aquele que vemos no espelho.

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home