2007/01/29

"Mas mesmo que Deus não exista, tenho medo de mim mesmo, tenho medo da minha alma, tenho medo de me encontrar sós a sós com a minha alma, que é nada, o fim e o princípio da vida e a razão do meu ser. Mesmo que Deus não exista e a consciência seja uma palavra, há ainda outra coisa indefinida e imensa diante de mim, ao pé de mim, perto de mim. "

Raúl Brandão, in "Húmus"

1 Comments:

Blogger Mário Rui Santos said...

e quem era este Raul ? pois dizem "Ficcionista de personagens patéticas e grotescas na incapacidade de delinearem o seu sonho ou infames no modo de o trair..." - interessante.

quarta-feira, fevereiro 07, 2007 11:14:00 da manhã  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home