2007/02/19

As máscaras

Estas são as máscaras que usamos porque temos de usar, porque queremos usar,porque precisamos usar ou as máscaras que não usamos porque achamos que não temos de as usar, porque não as queremos ou porque não precisamos delas.

São elas, as máscaras. As partes de nós, as adaptações, as flexibilidades, os ajustamentos, as gestões que fazemos das situações. E não nos envergonhemos de as usar ou de não usar, sejamos orgulhosos de poder escolher. Optar entre usá-las e não as usar. Ou por nem sequer as considerar.

Por baixo, sobre ou acima daquela máscara, que usamos ou não, estamos nós.
A matriz, a referência, o decisor. O poder de nós. De escolher.

12 Comments:

Anonymous jorge a. said...

de vez em quando preciso de usar algumas, mas conheço-as bem

terça-feira, fevereiro 20, 2007 12:46:00 da manhã  
Anonymous rusa said...

Se o uso da máscara causar um mal menor, pois então, vamos lá brincar ao Carnaval...

quarta-feira, fevereiro 21, 2007 10:29:00 da tarde  
Blogger Mário Rui Santos said...

desde que as reconheçamos e causem males menores podem consumir-se com moderação...

quarta-feira, fevereiro 21, 2007 10:48:00 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

ninguém leva a mal o Carnaval :)

quinta-feira, fevereiro 22, 2007 11:47:00 da tarde  
Blogger Mário Rui Santos said...

...e é quando o homem quer

sexta-feira, fevereiro 23, 2007 10:15:00 da manhã  
Anonymous Alice said...

... máscaras?
Se insistirmos em as usar não correremos o risco de confundir as diferentes personagens que estamos a representar?
Se formos nós próprios poderemos sempre ser o actor principal da nossa história...

sexta-feira, fevereiro 23, 2007 1:36:00 da tarde  
Blogger Mário Rui Santos said...

usarmos máscaras deverá ser por opção e nunca por insistência,nossa ou de outros.
se as tivermos de usar prolongada ou recorrentemente, que deixemos a nossa pele, a pouco e pouco, invadi-la e sobrepor-se. nunca absorvê-las.
o actor somos nós, somos só um. histórias são muitas dentro de uma.

sexta-feira, fevereiro 23, 2007 2:51:00 da tarde  
Blogger Mário Rui Santos said...

...e não esquecer: não usá-las é sempre uma opção fantástica.

sexta-feira, fevereiro 23, 2007 2:58:00 da tarde  
Blogger GatoVadio said...

Compreendo a utilização das máscaras tal como o seu perigo. Utilizar uma máscara será sempre uma defesa, mesmo que seja um jogo. A sua necessidade presupõe uma fragilidade ou receio que ela exista. Usa-se uma máscara para protecção. Por exemplo, um pouco de base pode esconder a noitada de ontem, ou a intoxicação alimentar de ontem, quanto menos ouvirmos Então estás melhor, menos pensamos nisso. No entanto se o fizermos só para enganar, então passa a ser uma mentira como outra qualquer.

sexta-feira, fevereiro 23, 2007 7:00:00 da tarde  
Blogger Mário Rui Santos said...

se usarmos uma máscara só para enganar, aquele que mais enganamos somos nós próprios. por isso se a tivermos de usar que a usemos com fins mais produtivos ou nobres.

sexta-feira, fevereiro 23, 2007 7:59:00 da tarde  
Blogger Gato Vadio said...

Concordo plenamente. Se não nos enganarmos, não precisamos enganar ninguém. Ler este blog é uma lufada de ar fresco. Obrigado.

sábado, fevereiro 24, 2007 4:19:00 da manhã  
Blogger Mário Rui Santos said...

o mais importante é isso mesmo: não nos enganarmos a nós próprios sobre nós próprios.
bem-vindas lufadas :) obrigado eu

sábado, fevereiro 24, 2007 11:21:00 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home