2006/10/03

Toca-te no ombro


Sê um ser humano, com sentimentos e coração.
Fala e ouve.

Gosta de poesia, dos dias, dos pássaros, do sol e da lua, das canções do vento e da brisa.


Sente amor. Respeita o próximo e a dor. Guarda os segredos que te pedem.
Não és de primeira nem de segunda mão, apenas de coração.

Enganaste, já foste enganado e aprendeste.
Não és puro nem impuro, és um ser do mundo.

Tem ideais e não receies perdas ou vazios.
Tem como principal objectivo seres amigo, de ti e dos outros de quem puderes ser e te deixarem.

Entristece-te com a tristeza dos outros mas ilumina-a como puderes e souberes.
Compreende a solidão, tanto a que se procura como a que se teme.

Ama as crianças, mesmo aquelas que ainda não nasceram.
Gosta do que gostas e gosta que os outros gostem de coisas diferentes e não te comovas com as coisas boas, porque as esperas e procuras.

Conversa sem discursar e ouve para perguntar.
Gosta da água da chuva, das ruas, das árvores, dos fins de tarde e das madrugadas.

Acha que vale a pena viver porque a vida é bela e porque se tem amigos para a viver.

Diz que é bom chorar e que é bom parar.

Toca-te no ombro, dá-te um abraço e lembra-te que vives.


(obrigado a Vinicius)

3 Comments:

Anonymous Anónimo said...

...mesmo que às vezes pareça que perdemos a elasticidade para conseguir tocar no nosso próprio ombro, que perdemos a imaginação para nos sentirmos abraçados e nos esqueçamos de viver...mesmo assim devemos tentar todos os dias, não é?

terça-feira, outubro 03, 2006 11:32:00 da tarde  
Blogger Xicha said...

Felizmente que ultimamente tenho-me tocado muito no ombro e muito desse toque deve-se tb à vossa preciosa ajuda
Obrigado muito obrigado
Xi

sexta-feira, outubro 06, 2006 4:27:00 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Passei só para respirar um pouco este ar...

Obrigado pela partilha :)

Abracinho

sexta-feira, outubro 06, 2006 11:44:00 da tarde  

Publicar um comentário

<< Home